Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Txera-kankan

Txera-kankan

...

...A senhora Conxita ficou viuvá de facto e fato aos 18 anos, antes já tinha sido mãe com 15 anos, o marido imigrou logo depois de três meses de casado já que a seca tomou conta do Padjigal de baixo, local onde os primeiros badios lançaram grãos de milho no interior da ilha de Santiago. Os Monas Bedju já tinham exterminado com raízes das plantas, depois de não terem mais nada para exterminar enfeitaram as ribanceiras e as ladeiras com os seus ossos ressequidos no ardente sol, era fome era grito dos chabrolas nas rochas, era seca.

Depois veio a guerra, estávamos em pleno 47, a Conxita abriu a ultima carta do marido.


"...o seu marido morreu na linha da frente de combate como herói da pátria portuguesa e territórios de ultramar, vai um vestido de noiva e um par de palito que estava nos seus pertences..."


Depois de ter lido a carta no horizontal e vertical, a conxita, muito magoada, muito enraivecida e chocada. Disse.

 

-ele, não é herói de nada, nem de Portugal e nem de mim mesma. Foi se embora e depois de três anos vem um par de palito e vestido de noiva. E um desgosto amarga no gosto na minha garganta. Onde já se viu um badiu ser herói de facto e gravata de Portugal e de território ultramarinos?

Conxita não falava muito, observava as pessoas, lia a cara das pessoas e o comportamento da sociedade, nisso foi o suficiente para ela, a Conxita começar a alugar o palito e vestido de noiva para o casamento dos jovens que foram intimadas para participarem na guerra em nome de Territórios Ultramarinos. Não havia dinheiro, e a conxita tomava terrenos agrícolas em troca de um a duas horas de aluguer de fato, gravata e vestido de noiva.

 

Assim, Conxita passou a ser dona de quase todo o terreno de padjigal de baixo, e vingou a guerra com o casamento da maioria dos jovens qua acabaram por casar.

Algumas vezes perguntaram a Conxita em sua plana velchice .

- como teve a brilhante ideia de alugar fato e gravata?

-vi que era proibido a ida de jovens casados para a guerra. Ao ouvir esta história perguntei para mim mesmo. Será que o José de elencar passou por aqui? É que no livro de José de Alencar a personagem de destaque é uma viuvinha de quinze anos.

A dona Conxita morreu a 10 anos e esta história ela me contou numa das muitas cololas que fiz por esta Tarrafal.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D